Over 10 years we help companies reach their financial and branding goals. Maxbizz is a values-driven consulting agency dedicated.

Gallery

Contact

+1-800-456-478-23

411 University St, Seattle

Escuelas de Verano

Objetivos de la Escuela de Verano ALAIC

A Escola de Verão da Associação Latino-americana de Investigadores em Comunicação (ALAIC) é um ponto de encontro para a comunidade latino-americana de investigação em comunicação[1]. O seu objectivo é colaborar com o intercâmbio científico entre professores e estudantes latino-americanos.

A principal ênfase desta Escola de Verão é fornecer apoio individualizado a jovens estudantes de pós-graduação (mestrado e doutoramento), através de uma variedade de formas de trabalho: painéis de actualização, workshops de feedback teórico-metodológico, e consultorias pontuais sobre trabalhos em curso desenvolvidos pelos estudantes participantes.
Escuela de Verano

Los resultados esperados de la Escuela de Verano son los siguientes:

Institucionalizar la Escuela de Verano

como una actividad regular con los profesores y estudiantes de las entidades participantes; así como la posibilidad de expansión a otras instituciones.

Contribuir al mejoramiento de los proyectos de investigación

de los participantes a través del diálogo con los expertos internacionales y con otros participantes del curso.

Divulgar los trabajos mejor conceptuados de cada curso.

Publicar un trabajo colectivo (libro o una revista en impreso o digital) que reúna los mejores trabajos de cada curso.

Promover la integración entre los Programas

de Posgrado en Comunicación de la red de universidades participantes.

Promover la creación de grupos de trabajo

y redes de investigación internacionales

Promover el debate

internacional e interdisciplinario de alto nivel en torno a los temas elegidos.

O conteúdo oferecido pela Escola de Verão é o equivalente a um curso misto de quatro créditos, com trinta horas oferecidas na sala de aula e trinta horas para a preparação de um trabalho, sob a supervisão de um académico internacional designado. O artigo resultante será avaliado por um comité editorial especialmente criado para o efeito. Este curso será ministrado em espanhol e português, de acordo com a língua principal dos participantes.

As principais actividades da Escola de Verão são as seguintes:

1) Painéis compostos por professores convidados

cujo tema irá girar em torno de um programa pré-estabelecido. A dinâmica consistirá numa apresentação por cada professor com duração entre 15 e 20 minutos, seguida de um diálogo baseado nas questões apresentadas e discutidas pelos membros do painel, bem como nos tópicos e questões de interesse expressos pelos alunos participantes. A participação de académicos nestes painéis pode ser: cara a cara, através de ligações remotas ou vídeos. Devido às características da Escola de Verão, um dos painéis será dedicado à metodologia de investigação.

2) Workshops de feedback

em que cada estudante apresentará o seu projecto de doutoramento ou mestrado, em torno do qual será estabelecido um diálogo teórico-metodológico entre o estudante e o professor convidado. A fim de desenvolver esta actividade, será estabelecido previamente um objectivo de trabalho diário para orientar a sessão e envolverá o desenvolvimento e apresentação de uma peça de escrita por cada estudante.

3) Um dos resultados finais é que....

O objectivo final é que cada estudante produza um artigo a ser divulgado, após um processo de revisão por pares. Cada edição da Escola de Verão procurará publicar o melhor trabalho em formato impresso ou digital.

[1] Os organizadores da Escola de Verão são: Associação Latino-Americana de Investigadores da Comunicação (ALAIC), Universidade de Brasília (UnB), Universidade de Porto Rico (Porto Rico), Universidade da República (Uruguai), Universidade Federal de Sergipe (UFS), Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Universidade Estadual Paulista (UNESP), Universidade Nacional de Córdoba (UNC) Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Universidade Católica Andrés Bello (UCAB), Universidade Andina Simon Bolivar (Bolívia), Universidade Simon Fraser (SFU) e Université du Québec à Montréal. As seguintes instituições desempenham também um papel de apoio: Universidad Autónoma de México (UNAM), Universidad Nacional de Río Cuarto, Universidad Autónoma de Aguascalientes, Intercom, Escola Nacional de Administração Pública (ENAP), UNESCO e UNICEF.