RECRIAR E DIFUNDIR: PRÁTICAS DE CIRCULAÇÃO A PARTIR DO JOGO ARMA 3

Edu Jacques

Resumo


O convite feito a consumidores de objetos midiáticos a uma produção derivada conduz a uma reinterpretação do processo de circulação. Antes justaposto entre os momentos de produção e recepção, o operador reveste-se atualmente de importância analítica. Diante desse desafio recorremos a relatos de pesquisa empírica a respeito da produção que jogadores elaboram sobre um jogo de ação, Arma 3. Nesse quadro de referência, com a aceleração das trocas simbólicas num processo que convencionou-se chamar de midiatização, investimos numa análise das práticas de recepção criativa ou cocriação. O foco dado no texto remete às dinâmicas de aprendizado e sobre o redirecionamento narrativo. PALAVRAS-CHAVE: RECEPÇÃO; MIDIATIZAÇÃO; JOGOS DIGITAIS; CIRCULAÇÃO


Texto completo:

PDF