PERSONAGEM E GRAFITE – APROPRIAÇÃO E MERCADO

João Batista Freitas Cardoso, Gustavo Lassala

Resumo


O texto objetiva discutir os diferentes modos de uso das imagens de personagem pelo grafite, como apropriação de marca licenciada e como criação própria. Ambas as formas se apresentam como signos intervencionistas, mas revelam movimentos antagônicos: em uma direção, a apropriação de figuras protegidas por direito autoral parte da subversão das normas de uso desses e, muitas vezes, leva à alteração de seus sentidos originais; e em outra, a criação voltada ao ato intervencionista, que atualmente encontra espaço no mercado formal. A ressignificação dos personagens, que resulta desses movimentos, se dá por meio da paráfrase e da paródia.  PALAVRAS-CHAVE: PERSONAGEM; GRAFITE; HISTÓRIAS EM QUADRINHOS; APROPRIAÇÃO.

Texto completo:

PDF