MEMÓRIA COLETIVA E MOBILIZAÇÃO EM UM TEMPO ATEMPORAL

Paola Madrid Sartoretto, Markus Lundström

Resumo


A América Latina tem vivenciado ações de resistência em que plataformas digitais
de interação social caracterizadas por fluxos acelerados de comunicação tiveram
um papel determinante. Analisamos como essas plataformas digitais modificam a
ação coletiva e a mobilização social. Discutimos a mediação entre temporalidades
e memória coletiva, as oportunidades políticas oferecidas pelas mídias digitais e a
intersecção entre movimentos sociais e mídias digitais para entender os processos de
construção de memória coletiva num tempo-espaço em que mudanças materiais em
arquivos e artefatos históricos são constantes.
PALAVRAS-CHAVE: MOVIMENTOS SOCIAIS; MEMÓRIA COLETIVA; PLATAFORMAS DIGITAIS;
TEMPORALIDADE.


Texto completo:

PDF