COMUNICAÇÃO E MEMÓRIA ORGANIZACIONAL: PARA ALÉM DA PRODUÇÃO DE NARRATIVAS REPRESENTACIONAIS

Renata Andreoni

Resumo


No presente artigo, objetivamos empreender uma discussão teórica, recorrendo a algumas
exemplificações, permitindo-nos refletir sobre possíveis tensões entre memória, história
e narrativas. O intuito é trazer esse debate à arena da Comunicação Organizacional, na
medida em que a compreendemos como uma questão de poder (Edwards, 2018), (re)
tecida por intersubjetividades e múltiplos interesses. As diferentes dimensões – memória,
história e narrativas – são abordadas em um empenho teórico e interdisciplinar,
permitindo apresentarmos uma perspectiva crítica sobre o desenvolvimento da memória
organizacional, para além da produção de narrativas representacionais.
PALAVRAS-CHAVE: COMUNICAÇÃO; MEMÓRIA ORGANIZACIONAL; NARRATIVAS REPRESENTACIONAIS;
ABORDAGEM CRÍTICA.


Texto completo:

PDF