PORTO CANAL – COMUNICAÇÃO, AUDIÊNCIA E PREFERENCIAÇÃO

Cristina Tereza Rebelo, João Manuel Carvalho

Resumo


Resumo:

A experiência tem demonstrado que as estações locais podem ser competitivas no mercado pela procura/oferta de conteúdos locais. A âncora deste êxito parece advir do compromisso com as questões tradicional e tipicamente locais. O presente artigo tem como objectivo reflectir sobre variáveis de preferenciação e de proximidade em relação à audiência de uma estação de televisãolocal – Porto Canal – na segunda maior cidade portuguesa – Porto. São caracterizados os perfis das audiências em função dos horários de emissão, assim como as suas percepções acerca da programação e sobre os factores de preferenciação. Conclui-se que não existe uma preferência evidente por conteúdos regionais ou locais.

Palavras chave: Tv Local; Expressão; Audiência; Conteúdos.

Abstract:

Experience has shown that local TV stations have a competitive advantage in the market for local content. Research suggests that their success comes from their engagement with traditiona local issues. This article reflects on preferential criteria and proximity aspects of the audience at a Portuguese local television – Porto Canal – in the second largest Portuguese city – Porto. We characterize the audiences’ profiles based on airing times, as well as their perceptions concerning the contents aired by Porto Canal. We conclude that there is no obvious preferential criteria for local contents at Porto Canal.

Keywords: Local Tv; Expression; Audience; Contents.

Resumen:

La experiencia ha demostrado que las emisoras locales pueden ser competitivas en el mercado por la oferta/demanda de contenidos locales. El ancla de este éxito, parece residir en el compromiso con los temas tradicional y típicamente locales. Este artículo tiene como objetivo reflexionar sobre los criterios de preferencia y los aspectos de la proximidad de las audiencias en una estación de la televisión local – Porto Canal – en la segunda mayor ciudad portuguesa – Porto. Son caracterizados los perfiles de las audiencias en función de los horarios de emisión, así como sus percepciones acerca de la programación y sobre los factores de preferenciación. Se concluye que no hay una marcada preferencia por los contenidos locales o regionales.

Palabras claves: TV local; expresión; audiencia; contenidos.

 


Texto completo:

PDF