DIÁLOGO, CENAS DE DISSIDÊNCIA E PÚBLICOS COMO EVENTO EM ORGANIZAÇÕES

Rennan Lanna Martins Mafra, Angela Cristina Salgueiro Marques

Resumo


Resumo

O objetivo desse artigo é problematizar a instância do diálogo junto aos processos de comunicação no contexto das organizações. Para isso, orienta-se por uma perspectiva interacional sob a qual se compreende o diálogo como gesto convocador de dois fenômenos junto aos contextos organizacionais: a) a constituição de cenas de dissidência, em que performances de resistência articulam o dramático ao argumentativo e permitem a verificação de uma pretensa igualdade moral conflitiva e comunicativa; e b) a emergência de públicos como sujeitos em experiência, que irrompem sob a forma de acontecimento, movidos pelas cenas de dissidência engendradas por suas ações e performatividades.

Palavras-chave: Diálogo Organizacional; Dissidência; Públicos; Acontecimento.

 

Abstract:

The aim of this paper is of discussing the instance of dialogue with the communication processes in the context of the organizations. For this, it is guided by an interactional perspective from which one understands the dialogue as a gesture that invites two phenomena together with organizational contexts: a) the creation of scenes of dissent, in which performances of resistance articulate from dramatic to argumentative and enable ascertainment of an alleged conflicting and communicative moral equality; b) the emergence of publics as subjects in experience, which erupt in the form of events, moved by the scenes of dissent engendered by their actions and performances.

Keywords: organizacional dialogue; dissent; public; event.

 

Resumen

El objetivo de este trabajo es discutir la instancia de diálogo con los procesos de comunicación en el contexto de las organizaciones. Para esto, es guiado por una perspectiva interaccional de partida para entender el diálogo como convocante gesto de dos fenómenos junto con contextos organizacionales: a) la creación de escenas de disenso, en el que las performances de la resistencia articulan lo dramático con lo argumentativo para permitir la verificación de una alegada igualdad moral conflictiva e comunicativa ; b) la aparición de lo público como sujetos en la experiencia, que hacen erupción en forma de evento, movido por las escenas de disenso engendradas por sus acciones y performactividades.

Palabras clave: el diálogo de la organización; disenso; públicos; acontecimiento.

 


Texto completo:

PDF